Impressão 3D Beneficiará o setor de comunicação?

As tecnologias de comunicação tornaram-se parte inevitável de nossas vidas cotidianas, desde conectividade móvel a conectividade doméstica, conferência em escritório e cirurgias remotas – todos somos tocados por ela. Essas tecnologias permitiram a conectividade entre várias pessoas e processos em todo o mundo e garantiram o bom funcionamento. Apesar do alcance cada vez maior das tecnologias de comunicação, os usuários ainda anseiam por maiores velocidades, conectividade mais confiável e dispositivos de alto desempenho para aprimorar as experiências.

Impressão 3D – espalhando-se para a produção convencional

 

A fabricação aditiva, também conhecida como Impressão 3D, vem ganhando força nos ultimos tempos em vários setores como médico, aerospacial, fabricação e assim por diante. Até agora, ele tem sido predominantemente empregado em prototipagem rápida e ferramentas, em vez de uma em larga escala.

Com benefícios como exatidão e precisão, ciclos de desenvolvimento mais curtos, com menor tempo de colocação no mercado e menor custo em comparação com a fabricação convencional, é imperativo que entedamos o potencial da impressão 3D em revolucionar a indústria da comunicação, que já está enfrentando dificuldades com seus gastos.

 

Sob medida, menores custos de produção e produção doméstica

 

Com os recentes avanços na impressão e materiais 3D, agora é possível desenvolver produtos altamente personalizados com forma e dimensões precisas “lotes do mesmo tamanho”, sem afetar os custos por produto e cronogramas. Além disso, os OEMs (Fabricante Original do Equipamento) podem armazenar digitalmente o design do produto e gerenciar sua produção física conforme a demanda ou pedidos. Além disso, permite uma melhor capacidade de resposta ao design do produto conforme a demanda e reduz substancialmente o tempo de comercialização do produto.

Com alta dependência de geografias específicas ou hubs centrais para fabricação, a impressão 3D está revitalizando a produção local, introduzindo o conceito de uma abordagem descentralizada. Uma vez que ele começa a se integrar à produção convencional, pode potencialmente permitir a produção próxima ao cliente, o que levaria a um custo de distribuição mais baixo e permitiria a flexibilidade de fazer as alterações necessárias de acordo com os atributos domésticos dos produtos, além de gerenciar o inventário ‘sob demanda’.

 

Avançando em territórios de telecomunicações

 

Um caso de uso de comunicação no setor espacial – a Airbus está explorando a solução de impressão 3D para aumentar as frequências de rádio e filtrar sinais indesejados, algo propenso a interferências de ruído. Eles adotaram a técnica de impressão 3D em metal para fabricar ‘guias de onda’ para satélites de telecomunicações. Ajuda-os em termos de redução de massa, exatidão e precisão dos componentes, que são muito elementares na indústria. Reduzir a massa leva a custos mais baixos, além de melhorias no design, algo que até agora tem sido difícil de obter no processo de fabricação tradicional.

A Orange, uma operadora de telecomunicações estabelecida, se aventurou no espaço de impressão 3D para aumentar sua presença no mercado de energia renovável. A operadora empregou fabricação aditiva no desenvolvimento de um protótipo – Novas turbinas eólicas, mais especificamente micro turbinas, que podem ser transportadas e instaladas facilmente em locais remotos e urbanos, enquanto a conectividade móvel oferece medição, monitoramento e otimização de desempenho.

Até agora, os componentes impressos em 3D são um pouco caros em escala de massa. No entanto, com o vencimento das patentes, é provável que o custo total de fabricação caia consideravelmente.

 

Conclusão

 

A impressão 3D oferece flexibilidade no design, fabricação e distribuição de componentes complexos, além de ajudar a reduzir o desperdício de produção. À medida que as empresas de telecomunicações começarem a adotar o setor 4.0, a integração de manufatura inteligente e tecnologias avançadas de informação tomará o centro do palco. Com benefícios como eficiência de tempo e material, prototipagem rápida e produção descentralizada, a impressão 3D está programada para desempenhar um papel de destaque na indústria 4.0. Assim, a longo prazo, as empresas de telecomunicações e OEMs se beneficiarão definitivamente de menor custo do produto e menor tempo de colocação no mercado.

 

Texto original traduzido de Dependra Lal encontrado em;

3D printing – Will benefit communication industry?

1 Comentário
  • froleprotrem
    Postado em 19:08h, 24 junho Responder

    It’s really a great and useful piece of info. I’m glad that you shared this useful information with us. Please keep us informed like this. Thank you for sharing.

Postar um Comentário